sábado, fevereiro 19, 2011

A VERDADEIRA HISTÓRIA POR TRÁS DE ALICE (ALICE NO PAIS DAS MARAVILHAS)

Lewis Carroll , O Autor de ALICE NO PAIS DAS MARAVILHAS, me chocou muito, nunca me interessei por Alice., mais conheço gente que a ate o nome da filha colocou de Alice.

. Quanto li a verdadeira historia de Alice, que não e o conto de fadas, nem nada do tipo que vocês viram no filme, mais sim uma historia triste de uma Criança que sofreu com a obsessão de um homem 20 anos mais velho.

Todos já devem ter assistido 'Alice no País das Maravilhas' da Disney, certo? Quem tem um olhar digamos, mais profundo para as coisas deve ter percebido que é um filme bem viajado, fora dos padrões infantis (como a mai
oria)...

O que eu acho que muita gente não sabe, é que o autor de Alice era um cara bem estranho. Primeiro, seu nome não era Lewis Carroll, e sim Charles Lutwidge Dodgson, nasceu na Inglaterra em 1832, foi matemático, lógico, fotógrafo e romancista foi reconhecido como tal após o seu sucesso com Alice no País das Maravilhas, publicado em 1865. F
aleceu em 1898, com 66 anos. Lewis Carroll era um homem muito tímido, e gostava muito de crianças (apenas as do sexo feminino) e de lhes contar histórias. Lewis enquanto lecionava em Oxford conheceu Henry Liddell, pai de 3 meninas - Alice, Lorina e Edite.A verdadeira Alice era a filha de Henry, uma garotinha de 7 anos que virou musa inspiradora do livro, "Melhor Amiga" e modelo de uma série de fotos...

O fato é que a literatura de Carroll está longe de ser tão despropositada quanto parece. A mãe de Alice queimou cartas de Lewis Ca
rroll, nas quais ele se despedia da menina com "10 milhões de beijos" e costumava pedir cachos de cabelos de presente para beijar.

Pelo que li, sob a aparência sóbria, escondia-se um sentimento de culpa que o corroía de forma constante e implacável... Quando tinha oportunidade gostava de desenhar ou fotografar meninas seminuas, com a permissão da mãe. A maioria das fotos foram destruídas ou devolvidas, mas quatro ou cinco fotos ainda sobrevivem.

Uma é de Evelyn Hatch, fotografada totalmente nua em 1878.

A maioria dos personagens de Alice foram inspirados em pessoas e fatos reais pertencentes ao cotidiano de Lewis, como o grifo talhado em madeira na Catedral de Ripon, onde o pai de Lewis trabalhava como reverendo.

Sem querer fazer propagandas, mas achei interessante postar isso aqui:

Lewis será retratado no filme "Phantasmagoria: As Visões de Lewis Carroll" em que o próprio Marilyn é o próprio Lewis e o diretor.

Creio que não será muito bom com Marilyn atuando, mas... é esperar pra ver!

Sinopse: Um escritor assombrado em um castelo isolado é atormentado por noites insônia e visões de uma garota chamada Alice. Ele se encontra tornando-se um sintoma de sua própria invenção. "Agora meus pesad
elos sabem meu nome." Ele é Lewis Carroll. Aterrorizado com o que o espera a cada noite.

Para quem não sabe, Phantasmagoria quer dizer é uma série de acontecimentos envolvendos mudanças drásticas de intensidade de luzes e cores; e também muitas vezes interpretado como um estado abstrato onde o real e o imaginário se misturam. E que é o nome de um poema do próprio Lewis.

- Cartas As Suas Amiguinhas

Resumo : Em meados do século XIX, dois escritores que iriam se tornar, em muito pouco tempo, grandes clássicos da literatura, empreenderam uma especialíssima correspondência particular, a que muitos críticos atribuiriam importância fundamental no conjunto de suas obras - Gustave Flaubert e Charles Lutwidge Dogson, mais conhecido pelo pseudônimo Lewis Carroll. A essência dessa correspondência é mostrada no livro.

Trecho : Minha querida Agnes,
Como você é preguiçosa! O quê? Devo dividir os beijos
comigo mesmo? Na verdade seria muito difícil fazer
semelhante coisa! Mas vou dizer como proceder. Primeiro
pegue os beijos e – isso me faz lembrar uma coisa curiosa
que me aconteceu ontem às quatro e meia da tarde. Três
visitas bateram em minha porta, pedindo para entrar.
Quando abri, quem você pensa que eram? Você nunca vai
adivinhar. Eram três gatos! Não é engraçado? Mas eles
tinham uma cara tão zangada e desagradável que peguei o
objeto mais próximo (por acaso era um rolo de pastel) e
esmaguei os três como se fossem panquecas! Se você,
minha querida, um dia bater em minha porta, juro que vou
esmagar sua cabeça. Vai ser engraçado, não acha?
Com todo afeto do
Lewis Carroll

beijos !

2 comentários:

  1. mulher que horror ele e tipo um pedofilo, nunca gostei de alice sempre achei sem graça, adorei o blog :)

    beijo meninas

    ResponderExcluir

About